Clube dos desgostos

quatro mulheres falam de amor e outros contratempos

Desabafando...

Olá!

Este fim de semana foi pouco produtivo e deu para reflectir em muita coisa, por isso lá vou eu divagar aqui um bocadinho para "desabafar"...
As pessoas realmente não são o que parecem ser, nem aquelas que nós juramos serem certinhas, na verdade são totalmente o oposto...


Vejam estes casos: Nunca estiveram numa situação em que têm de escolher entre duas pessoas baseando-se no que aparentam ser ou no que sabem sobre elas? Têm o certinho já mais velho com quem pensam que irão ter uma relação estável pois já tem idade para ter juízo, e que durante tempos mostra que é isso quer, e no outro lado, têm o mulherengo mais novo, que têm a certeza que não quer nada sério pois já o disse e mostrou várias vezes. Mas eis a surpresa, o que é que acontece? O mais velho assim que pode foge do nem oficializado compromisso, desaparecendo literalmente e o mais novo propõe um namoro sério! Não é de se ficar maluca?
Ah,já para não dizer aqueles casos em que se "vive" mais de 4 anos com alguém que assim que se vê sozinho faz completamente o oposto do que fazia e queria fazer nesses 4 anos... Mas desse caso eu nem quero falar,pois é perda de tempo, foi essa a conclusão a que cheguei...
Eu sei que não sou santa, longe disso, mas pelo menos eu mostro o que sou, todas as qualidades e defeitos, não tenho nenhuma máscara...

What you see is what you get...

Pena que nem toda a gente seja assim e a única coisa que nos dão são desgostos...

By Cleo

10 comentários:

Sophia disse...

Eu percebo-te, mas quanta à primeira situação é seguir o coração, não importa se um dia nos deixam. Tudo o que começa também acaba. Quanto à segunda, deve ser a forma dele reagir, tu só tens é de te encontrar.

28 de outubro de 2009 às 16:31  
Vicky disse...

Ui, o mais novo propor namoro?? Isso cheira me a novidade!! :)

Pois é menina, eu sei o que isso é. Mas eu mesma também fui mudando, com os desgostos e desilusões... É complicado ver alguém que conhecemos durante 4 anos, mudar assim...

Beijinhosss

29 de outubro de 2009 às 02:09  

Se calhar a pessoa não estava a ser ela quando morava acompanhada, e depois passou a fazer o que gostava, ou então apenas o fez para tentar mostrar alguma coisa.

29 de outubro de 2009 às 05:09  
Natália disse...

Nem todos são perfeitos. beijos

29 de outubro de 2009 às 12:48  

Verdade.
Tem gente que cria labirintos e acaba se perdendo. Se fizer uma auto-análise nem se reconhece mais.
Gostei da reflexão.
Beijos.

29 de outubro de 2009 às 18:42  
Gabii disse...

Oiee vim aqui so pra deixar beijinhos ;*

31 de outubro de 2009 às 06:55  
Carol disse...

Relacionamentos são assim, uma porta para a loucura! heheh

1 de novembro de 2009 às 12:45  
Emma disse...

é por isso que as pessoas ainda surpreendem! nem tudo é o que parece...

***

1 de novembro de 2009 às 15:32  
Onurb disse...

As aparências enganam...e muito. Já me aconteceu algo semelhante...acho que ainda me acontece até hoje.. Penso que ele é mulherengo e tal...mas na verdade, a atitude que tem perante mim é de seriedade...às vezes acho.

Bjokaaaaa
Ah! adiciona-me no msn:Krisvit_VR@hotmail.com

Onurb

3 de novembro de 2009 às 05:07  
Sem rumo disse...

Sempre ouvi dizer que podemos conhecer muito bem a(o) nossa(o) parceira(o), namorada(o)ou whatever o que seja, mas mesmo que estejamos p.e. 10 anos a viver sob o mesmo tecto, nunca chegamos realmente a conhecer essa pessoa, pois em qualquer momento podemos ser surpreendidos de forma positiva/negativa.
Acho que é um pouco dificil de encontrar alguém sério hoje em dia, as pessoas não sei porquê, mas teimam em brincar ao carnaval o ano inteiro!

beijoca

4 de novembro de 2009 às 09:56