Clube dos desgostos

quatro mulheres falam de amor e outros contratempos

Seguir em frente

Naquele em momento em que sei que, finalmente estou a prosseguir com a minha vida, apareces tu.
Dizes estar confuso. Dizes que ela tem ciúmes de mim. Dizes que gostas de mim.
Deixas-me a pensar, a criar expectativas porque na verdade ainda não te esqueci.
Nessa mesma tarde dizes que o vosso namoro acabou, que não vais fazer nada para reatar. A única coisa que te digo é para pores as ideias no lugar.
Dois dias depois descubro que reataram o namoro. Foi só um arrufo de namorados. Voltas para alguém que conheces à cinco semanas, namoram à quatro. E ela diz que te ama. Não interessa a distância. Afinal a internet até vos aproxima. Ainda que ela esteja longe sentes-te acompanhado. Digo-te que fizeste progressos.
Quando namorávamos, e eu vivo mais perto de ti do que ela, necessitavas da minha presença física quase diária. É verdade que não utilizava tanto a internet. Dizes que a culpa não é minha. E eu digo que cedi na nossa relação quando achei que devia ceder e que não me arrependo. Dizes que não concordas. E eu penso que se me tivesse entregue totalmente no inicio da nossa relação não tinhamos durado mais do que aquele primeiro mês.
As fases que estás a passar com ela são muito semelhantes aquilo que passamos. Gostas que as pessoas façam sacrificios por ti, foste tu que o disseste, e naquele tempo eu cheguei a esquecer-me de mim...
Nunca mais digas que gostas de mim.
Gostas de te sentir amado e estás com alguém que o verbaliza de forma fácil. Que não sejas traído pelas palavras.
Nunca mais digas que gostas de mim, porque cada vez que o fazes é como se me matasses.
Sei que não te vou esquecer e não sei se te vou perdoar mas sei que vou continuar a proseguir com a minha vida custe o que custar.

12 comentários:

Ocram disse...

É sempre assim...infelizmente, quando jah estamos no caminho de seguir em frente, o passado vem e persegue-nos...ironia, coincidência, testar-nos talvez...seja cmo for, temos k seguir o nosso caminho sem olhar pra trás..pois se o fizermos vamos estar a andar em contra mão. FORÇA amiga;) Eu n tou mt boa pra dar conselhos neste momento, mas sei que se o passado nos persegue, cheio de dúvidas, ele é k tem k as clarificar...aí depois, caso se atravesse no teu caminho, resolverás, mas olhando em frente, não pra trás! ;)

Beijinhossss****** e gosto de te ver assim decidida, afinal... "show must go on!" não é verdade??...

2 de julho de 2009 às 06:42  
Lois disse...

Independentemente do que eles digam..tens que ver com quem ele está.contigo ou com ela?
Estando ele com outra,goste mais ou menos de ti,tomou uma decisão.A de não estar ao teu lado..e fico contente com a que tomas-te hoje..a de não ouvires mais esta cantiga do 'bandido'.

2 de julho de 2009 às 07:27  
Bruxinha disse...

Infelizmente, é quando conseguimos começar a andar com a nosssa vida para a frente, que eles fazem questão de aparecer, seja porque motivo for, tudo lhes ser de pretexto :)

Enfim, prossegue com a tua vida para a frente sim, tu estás em primeiro lugar :)

2 de julho de 2009 às 07:30  
apelativo disse...

Emma, principalmente NUNCA TE ESQUEÇAS DE TI.

2 de julho de 2009 às 08:50  
Incapaz disse...

O problema de se entrar logo numa relação sem pensar...

2 de julho de 2009 às 14:04  
Vicky disse...

Ao ler este texto e o ultimo,mais uma vez me vejo forçada a "julgar sem conhecer " esta pessoa que tanto te tem feito sofrer , como alguém muito incerto e instável. Na minha opiniao, ele toma atitudes muito precipitadas e digamos, egoístas, sem pensar muito no impacto nos outros... Acho que tanto para com ela como para contigo,ele está a ser injusto. Tens que ser muito forte mesmo e continuar a seguir em frente...Até ao dia que quando ele disser "gosto de ti", isso soar-te indiferente...(longínquo,talvez bem sei). Porque o mais importante é o "Gosto de mim".

Beijinhos***

2 de julho de 2009 às 15:20  
Vicky disse...

Ja agora, ha uma musica que me inspira muito e que tem a ver com o fracasso dos relacionamentos (os tais "perfeitos" mas que depois de esfriado o sentimento e analisadas as coisas sob o ponto d vista da razão, nao é mais q um alivio e um progresso sair deles...)

Deixo-te o link, deves conhecer :P
http://www.youtube.com/watch?v=oF-L_ntSjaQ

" 'Cause the day I thought I'd never get through,
I got over you. "

2 de julho de 2009 às 15:27  
Bailarina disse...

Minha Querida, não sou a melhor pessoa para te dar concelhos sore isto...

Mas, acho que essa pessoa já te esta a fezer sofrer de mais!! Esta indeciso e não te deixa seguir em frente!! De uma vez por todas esquece-o... Eu sei que é dificil, mas não podes continuar assim...

Eu sei bem o que tudo isso é!!
Bjinho*

4 de julho de 2009 às 05:30  

sei bem como é isso...

5 de julho de 2009 às 10:36  

Li em algum lugar:"Vestes desgastadas podem ser confortáveis,mas não esquentam mais..."
Siga em frente e esteja mais focada em si.A outra parte está confusa?Ok,mas não não se deixe confundir por isso.Sei que não é fácil quando se trata de sentimentos,mas pior é viver uma situação em que o outro se diz confuso e não sabe o que quer.
Coisas ótimas te esperam,continue seguindo em frente...

Estou de endereço novo:http://recantoluzdasestrelas.blogspot.com/
Bjos pra você! =]

6 de julho de 2009 às 07:43  

É sempre assim em qualquer parte do mundo,ele parece meio indeciso...pois já está com outra pessoa e não te deixa seguir com a vida,se não for indecisão é puro egoísmo.

Ás vezes tentamos seguir em frente,mas as sombras do passado fazem questão de nos atormentar,tentamos nos superar,prosseguir mas esses tipos de homem fazem questão de nos arrastar ao passado,parecem não aquentar nos ver reconstruíndo a nossa vida.

Quando as pessoas de fato amam,elas lutam pelo que acreditam...mas a verdade é que esse tal de amor é muito complicado.

Continue seguindo e frente flor!tudo vai dar certo!
Bjos!

6 de julho de 2009 às 14:44  
Nícas disse...

Quando menos estamos á espera pufff, la aparece a causa das nossas dores de cabeça, la fazemos nós 500 filmes na cabeça sem saber o que pensar, como eu percebo :S

18 de julho de 2009 às 07:28