Clube dos desgostos

quatro mulheres falam de amor e outros contratempos

Uma luz que se apaga...

by Ocram
Sinto-me como se estivesse num túnel: perdida, desorientada, sem rumo... surpreendentemente, cada vez que vejo uma luz, uma saída, um destino, uma meta a atingir,... esta apaga-se, desaparece simplesmente. Fico de novo com o vazio de não saber o que fazer, para onde me dirigir, se é que tenho uma direcção certa a seguir...

Quando sinto que estou pronta para seguir em frente, sem ti, vens tu e fazes questão de me recordar (como se eu me esquecesse!) que existes e que queres algo de mim além da amizade que já fiz questão de salientar que será só o que nos une, desde o início.

Para ti, parece tudo simples! No entanto, de nós os dois, és tu quem tem tudo que nos impede de estar juntos... Será que não entendes isso?! Mas claro, sou eu quem tem a tarefa de ser "a racional", de ter os "pés bem assentes na terra", de lutar contra o que sinto. Pelo menos devias ajudar nesta tarefa. Mas não. Parece que queres tudo menos que te esqueça (pelo menos da maneira que te sinto ainda em mim)..., quando estou distraída de ti, penso pouco em ti, vens tu de novo, de uma forma ou de outra, fazer questão de gritar-me"não me esqueças!", "estou aqui e quero estar contigo", "tenho saudades", coisas que não posso nem queria ouvir...pois só faz doer mais, só faz com que me custe mais ainda esta árdua tarefa, tarefa de te deixar pra trás, e seguir com a minha vida, dando-me oportunidade de estar e/ou conhecer outras pessoas, deixar a "porta aberta".
Não que queira, pois parece-me que tão cedo não estarei "preparada" pra sentir algo suficientemente forte por outro, ao ponto de estar com essa pessoa, e digo "estar" no sentido mais abrangente da palavra, estar incondicionalmente e totalmente, mas não interessa...o meu "não querer" não significa "não acontecer". Mas desta forma, é o meu "não deixar acontecer" que me assusta, por isso mesmo, quero-te deixar pra trás...!

Apesar disto tudo, sigo a vida sorrindo (claro que há dias melhores e dias piores), e tenho que encarar a vida da melhor forma, afinal tenho mais que motivos para o fazer... Acredito que não serás o único a "despertar-me", e tenho excelentes amigos que me fazem tão bem que nem consigo exprimir em palavras...a eles (eles sabem quem são!), o meu obrigado..sei que não se agradece,mas voçês sabem o significado...Adoro-vos!... aos amigos "virtuais" também o meu obrigado...

E assim continuo... da melhor forma... sorrindo..., por mim, por todos que gostam de mim, e por quem está ao meu lado pra tudo... E por ti também que chegaste até aqui... ;)

Beijinhos

Ocram.

17 comentários:

Emma disse...

São os amigos na maior parte das vezes que conseguem fazer aparecer o nosso sorriso quando tudo à nossa volta parece negro...há opções dificeis de tomar mas a tua é a correcta. Não te arrependas nunca de teres tomado essa posição...a felicidade espera-te em qualquer esquina e quando menos esperares...

obrigada a ti também*

14 de junho de 2009 às 08:14  
neo disse...

Amiga.
Partilhar como forma de desenvolver critérios de avaliação, constituir memória do que pode fracassar numa relação, que melhor lugar, sob a capa diáfana do anonimato. O que falhou?, que motivos decidiram a ruptura?, porque quer ele voltar e tu evitas? ou desejarás, num lugar mais fundo de ti, mas por orgulho, por amor próprio, dizes não a ti e a ele.
Ocram, pareces uma menina bela e doce, mas descrente, talvez porque tenhas medo de arriscar. Vencer os medos. Ganhar toda a confiança.
Soltar as palavras para que se libertem e te libertem, as que te doem, as que te maceram alma e te sufocam o pensamento.
Beijinhos

14 de junho de 2009 às 09:10  
pedro disse...

mesmo que a vida seja madrasta olha com um ar de cabra e um sorriso estúpido ok? espero que não te tenha ofendido com o "ar de cabra" =X bjos

14 de junho de 2009 às 10:01  
Thaís A. disse...

Isso mesmo, sorrir é o melhor de tudo :D

Vou te linkar, ok? Beijão :*

14 de junho de 2009 às 10:26  
Incapaz disse...

Sabes ocraM, gostei de te ler.
Já vivi essa experiência.
Coloco-te agora uma questão.
Ficarias bem se essa pessoa saísse totalmente da tua vida?

14 de junho de 2009 às 14:16  
Moon disse...

Desculpa falar isso de forma tão direta e talvez meu conselho não se aplique ao caso... mas, olha. Ele não vai sair da sua vida até você deixar claro como água que é isso que você realmente quer. Não apenas falando, mas demonstrando principalmente. ^^

Beijos!

14 de junho de 2009 às 14:52  
Vicky disse...

Olha concordo com a Moon.
Mas compreendo a tua posição e acho que primeiro deves esclarecer "aquilo que tu sabes" com ele..
Desculpa ter demorado a vir aqui ;) Beijinhos e sabes q podes contar cmg**

14 de junho de 2009 às 16:06  
Rebeca disse...

Liiindo texto!
Sorrir é SEMPRE o melhor de tudo!

beeijos!

14 de junho de 2009 às 18:22  
Lois disse...

A dor de sentir..o não se querer mais e ao mesmo tempo não se controlar tanto assim..Com ou sem ele,vais continuar a ter motivos para sorrir,amigos para apoiar,momentos autênticos a serem vividos;e no final do dia,isso é mais importante..
..tal como a tomada de um seguimento e o claro ou não que isso está no teu coração.

15 de junho de 2009 às 02:23  
Starlight disse...

Olá!!Muito obrigada pela sua visita e comentário em meu blog.
a respeito do que escreveu acima,posso lhe dizer que existem relações que nem "ficam" e nem "vão".Permanecem num estado de imobilidade.Daí a importância de avaliar se isso nos traz de benefício ou não.Concordo com você quando fala sobre seguir a vida sorrindo,pois é o melhor a ser feito.Otimismo em primeiro lugar,já que a vida tem tantas outras coisas boas a nos oferecer,e uma delas são os nossos verdadeiros amigos!!
Tudo de bom pra você!
Beijos. =]

15 de junho de 2009 às 07:52  
K-Chan disse...

Chorar é necessário para termos motivos pra sorrir! Afinal, depois das chuvas sempre chega o arco-íris né?
A vida tem seus altos e baixos, as vezes parece que estamos tão no fundo que nunca mais iremos emergir...
Aí depois tudo passa e até parece q nada aconteceu!

beijoos

15 de junho de 2009 às 09:46  
Bailarina disse...

Espero, que esta fase passe e tudo mude... Não podemos ficar eternamente presos a algo, que não merece!! Força...
Bjinho* Querida!!

15 de junho de 2009 às 10:52  
Dri Viaro disse...

Boa semana!!

to na correria hj, depois volto com mais tempo

bjssss

15 de junho de 2009 às 11:10  
Moon disse...

Eu pensei que você falasse de uma relação puramente romântica. Amizade é sempre mais complicada... Existem vezes, porém, que manter a amizade é menos necessário do que manter sua própria sanidade. Parece egoísta dizer isso, mas não acho válida uma amizade em que só um lado tem benefícios, não.

E de nada, querida (:
Beijos!

15 de junho de 2009 às 12:38  
*Lusinha* disse...

É difícil ver alguém querido ir embora, mas é preciso saber entender e tentar aceitar quando isso acontece (seja o motivo que for que ele esteja indo embora).
Bjitos!

15 de junho de 2009 às 13:30  
Natália disse...

Eu também me sinto perdida num tunel sem fim. isso é horrivel. fases da vida creio eu e se não for não sei de mais nada!

obg. por comentar :D

15 de junho de 2009 às 16:46  
Verdinha disse...

epah acho que os gajos sao todos iguais.. :s

16 de junho de 2009 às 11:09